Alexandre Leitão

Um comício no Jardim Botânico

Dois candidatos do Partido dos Trabalhadores fazem campanha no condomínio de um dos bairros mais ricos do Rio de Janeiro

O ônibus 538, que realiza o percurso Leme-Rocinha, encontra-se lotado naquele início de noite de quarta-feira, 3 de setembro. Apinhados no corredor, dezenas de homens e mulheres, em sua maioria negros e pardos, espremiam-se entre os bancos, esperando a hora de, por fim, relaxarem em suas casas. A cena se desenrola na Rua Jardim Botânico, principal via do bairro de mesmo nome, localizado na zona Sul do Rio de Janeiro, área nobre da cidade. Dali a 20 minutos, a menos de um quarteirão e meio de distância do ponto em que o 538 se encontra parado, em um dos muitos condomínios de classe média alta da região, teria início um comício de dois candidatos do Partido dos Trabalhadores (PT). Logo no hall de entrada do edifício, marcado por uma imponente fachada branca, o interessado é prontamente informado pelo porteiro de qual caminho deve tomar para chegar ao evento: “Ande até o final do corredor. Lá você vira à direita para pegar o elevador. Aí é só apertar o botão ‘P’”. O corredor a ser percorrido é formado por uma longa parede de mármore branco, que desemboca em um elevador dotado de uma pesada porta de madeira. O botão “P” leva ao playground.

Erick Rianelli

Velozes, furiosos e preciosos

O dia a dia dos motoqueiros da TV Globo, que se arriscam na selva do trânsito carioca para resgatar imagens e ajudara colocar o jornal no ar

Seis e meia de um domingo de céu claro e clima ameno no Jardim Botânico, zona Sul do Rio de Janeiro. Venta e o barulho na Rua Von Martius é baixo, vem de um grupo de oito motoqueiros que conversam animados. Todos usam roupas de proteção e têm seus capacetes nas mãos. Após alguns minutos de conversa descontraída, os celulares dos homens começam a tocar e a roda se desfaz. Eles andam alguns metros e sobem nas motos, saindo em disparada. A ordem para a partida veio do interior do prédio em frente ao estacionamento das motos, onde fica a sede do jornalismo da TV Globo. Aquele não era um dia qualquer: era o dia de votação do primeiro turno das eleições estaduais e federais de 2014.