Roteiro Produção de Livro

 

Roteiro do trabalho final da disciplina
PRODUÇÃO DE LIVRO OU OUTRO IMPRESSO

Entrega: 29 de outubro de 2021

O projeto do livro a ser entregue como trabalho final da disciplina
(com pelo menos 80 páginas no miolo e capa) deve ser composto das seguintes peças:

 

ARQUIVOS DIGITAIS


(DEVE SER FEITO UPLOAD DA PASTA COMPACTADO NA ATIVIDADE DO CLASSROOM)

1. Miolo diagramado no InDesign (arquivo aberto e fechado em formato PDF – este com as devidas marcas de corte).

Observações:
O arquivo diagramado no InDesign será avaliado: 
a) Pela aplicação de estilos de parágrafo e de caractere;

b) Pela submissão do texto, em suas diferentes seções, a uma grade (ou seja, que todos os elementos do texto [títulos, subtítulos, citações...] tenham a mesma "batida" da entrelinha do texto principal);

c) É importante que no layout constem os elementos referentes às diferentes partes do miolo do livro:
(acesse neste site o material sobre Design de Miolo, no qual são mostradas as partes do livro)

::: Pré-textual
---- falsa folha de rosto [opcional]
---- folha de rosto
---- página de créditos [com nomes, podendo ser fictícios, dos responsáveis pela edição da obra com suas respectivas; ficha catalográfica (com dados bibliográficos fictícios); dados sobre a editora (como endereço, site, e-mail) - mais detalhes no item "e" abaixo]
---- Sumário [criado com LAYOUT > TABLE OF CONTENTS]

::: Textual [capítulos, podendo ter número, nome, subtítulos, citações e outras formas de texto diferenciados do texto principal]

::: Pós-textual [pelo menos o colofão]

d) Fica sob inteira responsabilidade dx alunx a escolha do livro a ser usado no projeto.
::: Pode ser em qualquer língua (desde que a hifenização seja submetida ao dicionário da língua correspondente), de qualquer estilo (romance, poesia, técnico, acadêmico, infantil etc.), em qualquer formato (desde que justificado no relatório).
::: Entretanto, só será aceito o trabalho em que todo o conteúdo do livro seja diagramado (não poderão ser entregues apenas alguns capítulos da obra).
::: Quando o original da obra está em PDF e é transformado em DOC, esse processo nem sempre é 100% eficaz, podendo a quebra de alguns parágrafos não acontecer no devido lugar. Esse tipo de problema precisa, então, ser resolvido antes da diagramação no InDesign;

e) Na página de créditos devem constar, ainda que ficticiamente, o endereço do site e o e-mail de contato da editora e uma ficha catalográfica e funções e nomes da equipe de produção (ainda que simulados). Na mesma página deve ser registrado o nome do aluno [Projeto do(a) aluno(a) ........... / DRE Nº XXXXXXXXX];

f) Ainda que o livro viesse a ser lançado comercialmente sem um sumário, no projeto a ser entregue o sumário deve ser criado e diagramado na versão impressa. Essa é a forma de demonstrar o domínio do recurso no InDesign. Para tal, é preciso que todos os capítulos tenham seus respectivos títulos (nem que sejam I, II, III...);

g) Além da imagem da logomarca da editora, o livro deve ter pelo menos mais uma imagem, que pode ser, por exemplo, a foto do autor a ser usada em um prefácio ou apresentação. Ainda que as imagens não sejam acompanhadas de legendas, estas devem ser criadas para a versão digital.

2. Capa criada em qualquer programa profissional de editoração (InDesign, Photoshop, Corel PhotoPaint, Illustrator, Corel Draw...) ou que resulte da combinação deles, com a indicação de pelo menos as marcas de corte e de dobra no PDF. As marcas registro, barra de cor e outras são opcionais.

Obs: Será avaliado se a largura da lombada está devidamente correta, de acordo com o número de páginas do miolo e com as especificações do papel a ser usado na impressão (neste caso, deve ser considerado o papel previsto para uma edição que poderia ser lançada no mercado, e não aquele que vai ser efetivamente entregue ao professor).
-- Clique AQUI ou AQUI para calcular a lombada (ou use qualquer outro site que possibilite o cálculo). Há ainda um vídeo no Youtube, em cuja mensagem é disponibilizado um link para uma tabela de ajuda para calcular lombada [AQUI]. 

 

TODOS os documentos produzidos no InDesign devem ser enviados tanto no formato original do programa (na extensão INDD) como no formato intercambiável, que possa ser aberto em diferentes versões do software (extensão IDML).
Use o comando FILE > EXPORT > Tipo InDesign Markup (IDML).
Versões mais recentes do programa têm a possibilidade de gerar o IDML e o PDF diretamente.

3. Criação de logomarca própria da editora, a ser aplicada ao miolo e à capa do livro. 

Eis alguns exemplos de logomarcas já criadas na disciplina:

 

4. E-book no formato ePub com o mesmo conteúdo do livro impresso, observando a inserção no digital das informações do livro (autor, título etc.), links que se fizerem necessários e a capa (ajustada do impresso para o formato,em pixels, de 600 largura x 800 altura).
Depois de criado com o InDesign, o e-book deve ser editado no Sigil para que a folha de rosto e a página de créditos sejam transformados em dois arquivos HTML separados. O mesmo software pode ser usado para outras correções, através da edição dos códigos HTML e CSS.
Recomenda-se (mas não é obrigatório) que, a partir do ePub, seja gerado o mesmo livro nos formatos do Kindle (AZW3, Mobi). Para tal, pode ser usado o software gratuito Calibre. Mas também é possível instalar um plugin da Amazon para geração do formato Mobi a partir do InDesign (infelizmente, apenas para versões até CS6. Eis o link para baixar o plugin: https://www.amazon.com/gp/feature.html?ie=UTF8&docId=1000765271).
Para a produção do e-book, usar o material que se encontra em DISCIPLINAS > PRODUÇÃO DE E-BOOK.

4. Relatório do projeto, de acordo com as especificações abaixo, em qualquer editor de textos.

Observações gerais:
:: Todos os arquivos dos layouts (abertos e fechados em PDF) devem ser acompanhados dos arquivos das imagens (inclusive, da logomarca da editora) e das fontes. Para tal, usar os recursos dos programas que criam uma pasta automaticamente com todos os arquivos (de imagem, de fontes) vinculados ao arquivo do layout.
:: Todos os arquivos podem ser enviados através de sites de compartilhamento de arquivos grandes, como Dropbox ou Google Drive.

 

IMPRESSOS [não são necessários no período de aulas remotas]


(DEVEM SER COLOCADOS NO ESCANINHO DO PROFESSOR, COM A IDENTIFICAÇÃO DO ALUNO)

1. Capa impressa em papel couchê com gramatura de pelo menos 120 g.

Obs: Caso o formato final da capa (orelhas, lombada, capa e 4a. capa) seja superior ao formato de papel A3, reduzir o layout proporcionalmente para a impressão, indicando qual percentual de redução foi aplicado. É preferível, mas não obrigatório, o acabamento (corte) do impresso. Para isso, é fundamental que o PDF da capa tenha pelo menos as marcas de corte e dobra.

2. Impressão do primeiro caderno do miolo (com 32 páginas) em papel offset de pelo menos 70 g, de modo a evitar aumento dos custos com birô.
Entretanto, no relatório o papel a ser indicado para o miolo tem que levar em conta o tipo de conteúdo da obra, o público ao qual se destina e até a incidência deste item sobre o preço final de capa. Sendo assim, ainda que o caderno a ser entregue ao professor seja impresso em offset, numa situação real qual seria o melhor papel caso o livro viesse a ser lançado no mercado?

Obs: Para a impressão correta do caderno, é necessário fazer a imposição das 32 páginas (ver apostila), indicando nelas as marcas de corte. É preferível, mas não obrigatório, o acabamento (corte) do caderno.

 

 

 

RELATÓRIO


PODE SER INCLUÍDO NA PASTA COMPACTADA COM OS DOCUMENTOS DO LIVRO E DA CAPA
 

O relatório deve ser composto de texto introdutório no qual deve ser apresentada a obra, sendo sua temática acompanhada de uma breve contextualização em relação ao gênero no qual está incluída (romance, auto-ajuda, acadêmico, infantil...). Também deve ser informado o público ao qual se destina à obra. E deve ser complementado com as seguintes informações:

 

Características do projeto gráfico

MIOLO

1. Formato fechado (em cm) – associado ao formato escolhido do livro, informar o formato de folha de papel (mais tradicional – AA, BB... – ou outro disponível no mercado), mostrando assim qual a rentalidade/perda do papel. Além desta explicação técnica, devem ainda ser justificadas quais outras razões levaram à escolha do formato do livro, como público e/ou tipo de conteúdo. Com o número de páginas do livro por folha, será possível definir o número de cadernos que a obra terá.

2. Mancha gráfica (em cm) – informar o critério usado para estabelecimento da mancha e das margens (superior, inferior, interna e externa).

3. Tipografia – informar a tipografia (fonte, corpo e entrelinha) usada nos mais variados tipos de texto (títulos, subtítulos, texto principal, citações, rodapé, cabeço, fólio [numeração], aberturas de capítulo...). Explicar as razões que levaram à escolha da tipografia, que podem estar associadas ao conteúdo e/ou ao público.

4. Papel – informar tipo e gramatura do papel previsto para o livro caso viesse a ser publicado por uma editora e lançado no mercado.

 

CAPA

Texto introdutório explicando o conceito e os consequentes sentidos esperados com o uso dos elementos visuais da capa, como imagens, cores, alinhamentos, tipografia etc.

1. Formato aberto da capa (em cm) – informar medidas da capa (altura x largura) e também as medidas individuais da lombada e, se for o caso, das orelhas;

2. Papel – informar tipo e gramatura do papel previsto para a capa caso o livro viesse a ser lançado comercialmente.